quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A excelência de Pedro Santos Guerreiro



Admirado pela brutalidade certeira com que analisa a crise económica europeia, a dívida pública portuguesa e os efeitos nocivos da política de austeridade que está sendo aplicada em Portugal, o jornalista Pedro Santos Guerreiro, diretor do “Jornal de Negócios”, foi distinguido com o prémio Excelência do Jornalismo Económico, promovido pela Ordem dos Economistas.
Santos Guerreiro iniciou a sua carreira de jornalista em 1996, no jornal “Semanário”, tendo sido um dos fundadores do “Jornal de Negócios”, em 1997, do grupo Cofina. Possui um MBA pela Universidade Nova de Lisboa e é licenciado pelo Instituto Superior de Gestão.
Para além do diretor do ”Jornal de Negócios”, que sucede a Cristina Ferreira, jornalista do “Público”, estavam nomeados André Macedo, diretor do “Dinheiro Vivo”, José Gomes Ferreira, subdiretor da SIC, e Paulo Ferreira, editor de economia da RTP. No ano passado, na sua primeira edição, Pedro Santos Ferreira já tinha sido nomeado para o Prémio de Excelência em Jornalismo Económico, em conjunto com o diretor do “Diário Económico”, António Costa, Cristina Ferreira, do “Público” e José Gomes Ferreira, que apresenta o programa “Negócios da Semana”, na “SIC Notícias”.
O Prémio Excelência Jornalismo Económico, atribuído pela segunda vez numa cerimónia pública, no Hotel Tivoli, em Lisboa, é uma iniciativa da Ordem dos Economistas, com o patrocínio do Banco Espírito Santo (BES), cujo objectivo é “distinguir os jornalistas que melhor tenham contribuído, com trabalhos publicados ou difundidos nos órgãos de comunicação social portugueses, para a afirmação de um jornalismo económico de referência e de excelência”.
Tal como em 2011, os nomeados este ano foram indicados por um júri composto pelo atual bastonário da Ordem dos Economistas, Rui Martinho, e por quatro ex-ministros das Finanças – Jacinto Nunes, João Salgueiro, Teixeira dos Santos e Miguel Beleza. 

Nenhum comentário: