sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Papa Bento XVI ignora língua portuguesa na Internet


O Papa Bento XVI reconhece a importância das novas tecnologias de difusão de informação e decidiu aumentar a sua presença na rede social Twitter. Porém, o chefe da Igreja Católica ignora a língua portuguesa na sua comunicação digital nos dois espaços virtuais mais recentes criados pelo Vaticano: o site Pope2you.net e o portal News.va. A excepção é o sítio oficial do Vaticano, que desde o tempo do Papa João Paulo II comunica em português (ver aqui). 
Esta semana, ao falar da adesão do papa alemão à comunicação digital, Claudio Maria Celli, responsável pela comunicação social do Vaticano, anunciou que Joseph Ratzinger passará a enviar para o Twitter as suas mensagens após a oração do Ângelus e os seus discursos mais importantes, designadamente por ocasião de visitas papais e de certas festas do calendário religioso, como o Natal e a Páscoa. Não há ainda uma data definida para o arranque em pleno da dimensão digital de Bento XVI no Twitter, “mas será o mais rápido possível e isso está sendo estudado pelo Conselho Pontifício para a Comunicação Social", afirmou Celli (ver aqui).
Recorde-se que o Vaticano criou o site Pope2you.net (ver aqui), lamentavelmente indisponível em língua portuguesa, com as mensagens de Quaresma do pontífice, subdivididas em 40 twittes, com pequenas frases e dirigidas principalmente aos jovens. Mais uma vez, o papa "demonstra a sensibilidade às novas tecnologias e à comunicação de sua palavra", assegurou Claudio Maria Celli. No dia 29 de Junho de 2011, Bento XVI inaugurou o portal multimédia do Vaticano na Internet, News.va (também sem versão em português, como se pode ver aqui), com uma mensagem no Twitter – a primeira vez na história que um Papa usou este meio de comunicação.

3 comentários:

Nunes disse...

Eu também o ignoro! :)

Joao Oliveira disse...

Caro Luis,

Podes ver o Vaticano em português em: http://www.vatican.va/phome_po.htm

Luís Paulo Rodrigues disse...

Obrigado, João! Já actualizei o post, fazendo referência ao sítio oficial do Vaticano. De qualquer modo, o essencial mentém-se. O site oficial em português já existe há muitos anos, desde o tempo de João Paulo II. Os dois novos espaços digitais mencionados no post, com tecnologia mais recente, nomeadamente para partilha nas redes sociais, não têm versão em língua portuguesa. No Facebook, o Vaticano também não comunica em português. E quanto falo em língua portuguesa estou a lembrar-me em mais de 200 milhões dos seus falantes e não apenas nos portugueses de Portugal. Abraço!